Estado e Município investigam causas de surto de diarreia em Lajedo

Saúde 0417 - 17

Hoje (23) a Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Lajedo e a Vigilância Ambiental da Secretaria Estadual de Saúde estiveram no município para investigar as causas e buscar soluções para o número acentuado de diarreia na população. A reunião aconteceu no bairro Bom Jesus entre técnicos e agentes comunitários de saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde tem atendido no hospital e postinhos vários casos de diarreia em Lajedo. O caso chamou a atenção da V Gerência Regional de Saúde e da SES. Por isso, uma equipe de Monitoramento das Doenças Diarreicas Agudas (MDDA) a nível central e a nível regional conversou com os agentes comunitários para averiguar o que tem causado esses problemas. O motivo têm sido vetores diretos e indiretos.

Segundo o técnico do VIGIÁGUA suspeita-se da água da Compesa e de outros abastecimentos como carros pipas comerciais. “Devido a estiagem, o abastecimento de água mudou e as pessoas têm comprado água de meios clandestinos”, explicou Michele Paschoal da V GERES.

Em Pernambuco são 350 óbitos por ano em decorrência da diarreia e por isso essa preocupação do prefeito Rossine em incentivar os setores a buscarem soluções. Os apoiadores de vigilância em saúde levarão análises para laboratório para verificar se há sinais de indicadores de doenças de veiculação hídrica.

Enquanto isso, a Secretaria de Saúde está intensificando as orientações para evitar a diarreia. É recomendado que para consumo direto ou indireto de água não tratada seja colocado 2 gotinhas de de Hipoclorito de Sódio em 1 litro de água, evitar acúmulo de lixo, cobrir alimentos contra as moscas e tampar vasos e lixeiros.

Clique aqui e veja mais fotos!

Prefeitura de Lajedo,
Governando com o Povo!

Gostou? Então compartilhe com seus amigos:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *