O núcleo urbano de Lajedo teve sua origem a partir da interiorização da atividade pecuária responsável pelo surgimento de fazendas nessa região do agreste do Estado. O desbravador da propriedade Cágado, Sr. Vicente Ferreira, instalou-se juntamente com seus filhos e escravos, e ficou conhecido como fundador da cidade. Mais tarde, em 1852, seu filho José Ferreira da Silva construiu a primeira casa e deu origem ao povoado de Santo Inácio dos Lajeiros.

Por volta de 1900, o povoado transformou-se em distrito do município de Canhotinho. O município de Lajedo foi criado pela lei Estadual nº 377 de 24 de dezembro de 1948, pelo então governador Barbosa Lima Sobrinho. E foi instalado a nova prefeitura em 19 de janeiro de 1949, o primeiro prefeito nomeado pelo então governador Guilhermino Virgulino de Sobral, assumiu o cargo em 19 de janeiro de 1949 até 19 de maio do mesmo ano, data em que se comemora a emancipação política de Lajedo; quando então entregou ao presidente da câmara Sr. Adalberto de Castro Barreto, que exerceu a função por 17 dias, enquanto se preparava a festa para entrega ao novo prefeito eleito em 8 de maio de 1949, com 204 votos José Nonato de Oliveira na legenda PSD, que venceu a disputa com o Sr. Francisco Cordeiro Magalhães da legenda UDN. José Nonato de Oliveira tomou posse no dia 5 de junho de 1949.

O nome da cidade tem origem a partir da existência de “lajeiros” no seu entorno, área chamada de “Caldeirões”, que armazena água de chuva e que durante muito tempo abasteceu a cidade. O município localiza-se a uma latitude 08º39’49” sul e a uma longitude 36º19’12” oeste, estando a uma altitude de 661 metros. Sua população real de acordo com a contagem da população (IBGE) em 2007 era de 33.348 habitantes.

Possui uma área de 189,09 km². Tem um clima frio e seco com temperatura média anual em torno dos 25°. Fica distante a 196 km da capital pernambucana e a 165 km da capital alagoana. As principais atividades agropecuárias são: Feijão, milho, batata doce, banana, mandioca, algodão, tomate e manga.

O município está inserido na unidade geoambiental do Planalto da Borborema, com relevo suave e ondulado. A vegetação desta unidade é formada por florestas subcaducifólica e caducifólica, próprias das áreas agrestes. Lajedo está inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Una. Tem como principais tributários os rios Quatis, da Chata e do Retiro, e os riachos Bonito, Doce e do Serrote, todos de regime intermitente. Conta ainda com distribuição de água oriunda do Açude São Jaques (403.600 m³) situado no município de Jurema, cidade próxima a Lajedo.

A economia de Lajedo é baseada na agricultura e no comércio. O pátio da feira localiza-se em frente ao ceala. As feiras realizam-se às quartas e sábados e movimentam cerca de dois mil compradores de outras regiões.

Gostou de nossa história? Então compartilhe com os seus amigos: